O gato e a lagartixa [preâmbulo]

“O gato e a lagartixa” será dividido em tópicos para deixar a leitura psicologicamente menos densa, diante do peso que o tema possui, além da minha própria escrita que, por vezes, apresenta um emaranhado de conteúdos.

O texto poderá derrubar véus, emergir à consciência traumas e percepções difíceis de processar, conforme a experiência de vida de cada leitor.

Cada tópico será publicado toda quarta-feira para que a subdivisão fique mais de acordo com a brevidade das redes sociais.

É um textão que eu reparti para disfarçá-lo de textinhos, às vezes nem tão sintéticos. Por isso, ao final, vou compartilhar uma postagem com a versão completa e uma moral da história nesta fábula subversiva, em estrutura e tema, para quem desejar realizar a leitura na íntegra.

“O gato e a lagartixa” é um texto autobiográfico em que compartilho parte do meu modo de pensar, experiências e histórias da minha vida no contexto do abuso psicológico que escancara como o machismo, a misoginia, a manutenção do patriarcado, o pensamento capitalista neoliberal e a figura do homem branco europeu estão enraizados nos modelos familiares que escrevem verdadeiras tragédias.

Modelo que apesar de (e por ser) colonizador, exploratório de toda e qualquer energia humana feminina, com foco na da mulher, sendo a cis branca meu lugar de fala, ainda detém muito poder em nossa sociedade e, por isso mesmo, necessita ter as suas feridas expostas, porque as mudanças significativas vêm quando a gente escancara e arranca o mal pela raiz.

Skip to content